“— E o que a gente vira quando vai embora de alguém?
E o Senhô respondeu:
— Uns viram pó. Outros caem igual estrela do céu. Outro só viram a esquina… E têm aqueles que nunca vão embora.
— Não? E eles ficam onde, Senhô?
— Na lembrança.”
Caio Fernando Abreu.  (via romantizar)
“Adolescente é buzinado dia e noite: tem que estudar para o vestibular, aprender inglês, usar camisinha, dizer não às drogas, não beber quando dirigir, dar satisfação aos pais, ler livros que não quer e administrar dezenas de paixões fulminantes e rompimentos. Não tem grana para ter o próprio canto, costuma deprimir-se de segunda a sexta e só se diverte aos sábados, em locais onde sempre tem fila. É o apocalipse. Felicidade, onde está você?”
Martha Medeiros.   (via ansimare)
“Mas quer saber a verdade? Eu quero você, só isso. Com esse teu jeito marrento, estranho, misterioso. Quero te desvendar, te trazer pra mim. Eu gostaria de poder falar ao teu ouvido que me sinto feliz com você, gostaria de pedir que não fosse embora nunca porque é de você que eu preciso. Eu só quero muito te fazer meu, assim como sou tua.”
Sobre o meu amor. Clareiras. 
“Sei que a tua boca já beijou a outra que não a minha. Sei que já amou a outros quando não me conhecia. Mesmo assim, teu carinho me tomou o peito, e hoje sem você não mais consigo ser do mesmo jeito.”
Los Hermanos.   
“Porque quando você ama sente necessidade da outra pessoa. Não por dependência, carência e outras coisas. Mas porque é bom estar ali, com o corpo junto, coração do lado, ouvindo a respiração. Você se sente em casa.”
Pedro Bial. (via reinterpretar)
“É incrível a maneira como eu te busco nas outras pessoas, é incrível como dói não te achar nelas.”
Motivando. (via motivando)
“Mas você com esse seu jeito só seu, de não me permitir saber o que esperar de você, me faz te odiar tanto e querer tanto a sua atenção.”
Tati Bernardi  (via segredou)
“Quero ficar no teu corpo feito tatuagem.”
Chico Buarque.

(via enoitecer)